domingo, 13 de abril de 2008

Bellick


Queria tanto sentir a tua falta, mas nunca mais morres.

3 comentários:

Rita Rente disse...

a minha vida às vezes gira em volta desse tipo de frases.

Miguel disse...

que sarcástico :)

telma disse...

AHAAH.

o agora não. ele está um bexanão em Soma ^^